Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Nestlé intensifica a sua jornada de transformação de embalagens sustentáveis

Voltar aos Comunicados de Imprensa
  • A empresa revela as novas ações e os progressos na formação de um futuro livre de resíduos.
  • Atualmente, 87% das embalagens da Nestlé já são recicláveis ou reutilizáveis.

 

A Nestlé está a intensificar as suas ações para tornar 100% das suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis, até 2025, e reduzir em um terço o uso de plástico virgem neste mesmo período. A empresa acabou de anunciar um conjunto de novas iniciativas que incluem um investimento de 30 milhões de dólares para aumentar os plásticos reciclados para uso alimentar, nos EUA, um sistema de reenchimento de alimento para animais de companhia, no Chile, e uma nova embalagem em papel reciclável para os cubos Maggi organic bouillon, em França, a primeira deste género. Neste momento, 87% das embalagens da Nestlé (em peso) e 66% das suas embalagens de plástico já são recicláveis ou reutilizáveis.

Véronique Cremades-Mathis, Global Head of Sustainable Packaging, Nestlé, afirmou: "Progredimos já na nossa viagem transformadora rumo a um futuro livre de resíduos, mas sabemos que temos ainda mais trabalho a fazer. Como uma das maiores empresas mundiais de alimentação e bebidas, estamos empenhados em colocar a nossa dimensão e escala em prol do trabalho que tem sido desenvolvido para resolver o problema dos resíduos de embalagens na totalidade da nossa operação.”

Mesmo que a pandemia de COVID-19 nos tenha apresentado mais desafios, o compromisso da empresa para com as embalagens sustentáveis continua a ser o mesmo. A Nestlé continua a desempenhar um papel de liderança na ajuda à resolução da questão da poluição por plásticos, através da sua abordagem, lançada em janeiro de 2019 e desenvolvida ao longo de três pilares:

Pilar 1: Desenvolvimento de novas embalagens

  • Transição para embalagem de papel em vários formatos. Por exemplo, a embalagem de Smarties para partilhar, um popular produto de confeitaria de chocolate revestido a cores, está já disponível em embalagem de papel reciclável, no Reino Unido.
  • Os alimentos para bebés Gerber e Piltti utilizam uma bolsa de um único material, a primeira do género, concebida para aumentar o valor da sua reciclagem.
  • A Nespresso introduziu novas cápsulas feitas com 80% de alumínio reciclado, um passo importante para a implementação de uma economia circular.
  • O negócio de água da Nestlé duplicou a quantidade de rPET utilizado desde 2019 em todo o seu portefólio de águas nos EUA, para 16,5%.

 

Pilar 2: Moldar um futuro livre de resíduos

  • Em agosto de 2020, a Nestlé Filipinas atingiu a neutralidade plástica. Isto significa que recolheu e coprocessou a quantidade equivalente de plástico contida nos produtos vendidos e impediu o fluxo adicional de plástico para aterros e oceanos.
  • Juntamente com o Project STOP, a Nestlé criou um sistema sustentável de gestão de resíduos e de ajuda para a redução da poluição por plásticos oceânicos, na Indonésia.
  • A Nestlé iniciou um ensaio para recolher, classificar e processar plásticos moles, na Austrália.
  • A Nestlé está a ampliar as opções reutilizáveis e recarregáveis para os seus produtos de petcare e de cafés solúveis, por exemplo, através da colaboração com a start-up MIWA na Suíça.
  • A Nestlé defende a conceção e a implementação de regimes de responsabilidade alargada e obrigatórios a preços acessíveis e eficazes. A empresa identificou 20 países, representando 50% do uso de plástico da empresa, onde apoiará as taxas de reciclagem e infraestruturas de gestão de resíduos.

 

Pilar 3: Impulsionar um novo comportamento

  • A Nestlé está a lançar um programa de educação e formação sobre embalagens sustentáveis para mais de 290.000 colaboradores, para acelerar a mudança de comportamento e ajudar a empresa a cumprir os seus objetivos de embalagem.
  • A Nestlé introduziu uma plataforma digital para ajudar os consumidores a eliminar adequadamente os seus resíduos de embalagens em Itália.
  • A marca Nescafé Dolce Gusto lançou uma campanha de educação para os consumidores para promover a reciclagem na Alemanha e no México.
  • A Nestlé está a impulsionar mudanças positivas através de programas escolares, como o projeto Tunuyan Verde na Argentina.
  • Os pilotos de soluções de embalagem recarregáveis e reutilizáveis da Algramo (Chile), MIWA (Suíça) e Loop (França) oferecem uma nova experiência de compra ao consumidor.

 

Adicionalmente, a empresa anunciou que está a procurar identificar e apoiar soluções inovadoras através do Prémio Nestlé Creating Shared Value (CSV), que é lançado a 30 de setembro. Em parceria com a organização sem fins lucrativos Ashoka, o Prémio Nestlé CSV atribuirá o montante de 250 000 CHF em bolsas para inovações de mudança de sistema em áreas com sistemas de entrega alternativos e com soluções de base para combater os resíduos de plástico.

O desenvolvimento e teste de novos materiais de embalagem, mais amigos do ambiente, é impulsionado pelo Nestlé Institute of Packaging Sciences, o primeiro centro de pesquisa totalmente dedicado às embalagens em toda a indústria alimentar. O instituto tem cerca de 50 cientistas que conduzem pesquisas sobre embalagens de ponta para garantir a segurança e a aplicabilidade de novos materiais. Os resultados da investigação incluem novos sistemas de embalagens recarregáveis ou reutilizáveis, materiais simplificados, papéis de barreira com alto desempenho e a introdução de mais conteúdo reciclado nas embalagens da Nestlé.

Este instituto trabalha em estreita colaboração com mais de 180 especialistas em embalagens incorporados na rede global de I&D da Nestlé, bem como com instituições de investigação, start-ups e fornecedores. A Nestlé continuará a introduzir materiais de embalagem alternativos e novos sistemas de entrega, a investir em infraestruturas e a trabalhar com os consumidores para ajudar a resolver o desafio dos resíduos das embalagens.

Redução de plástico em Portugal

Em Portugal, a empresa tem vindo a trabalhar as embalagens do seu portefólio de produtos por forma a torná-los 100% recicláveis ou reutilizáveis, cumprindo assim o compromisso global da companhia para 2025. Desde o início do presente ano, a Nestlé Portugal, que é também membro fundador do Pacto Português para os Plásticos, reduziu a utilização de plástico virgem em 2,5 toneladas.

A nível local, as fábricas de Avanca (multiproduto) e do Porto (Cafés Torrados) têm sido também importantes polos de inovação em materiais de embalagem, trabalhando sempre sob o conceito “Sustainable by Design” e procurando, desta forma, pensar um produto em todas as suas dimensões ao longo do processo de transformação do portefólio da Nestlé em Portugal: nutrição, sabor, textura e sustentabilidade e qualidade das embalagens que os envolvem:

  • Os novos snacks biológicos para bebés NATURNES Bio Nutripuffs, produzidos na fábrica de Avanca, contam já com uma embalagem 100% reciclável (lata e tampa).
  • Em 2019, a Nestlé lançou em Portugal os primeiros produtos com embalagem 100% em papel, foram os casos do Nesquik All Natural e dos snacks YES!.
  • O caminho da reciclabilidade tem sido também desenvolvido por marcas já bem conhecidas dos consumidores portugueses como é o caso de NESTUM, cujas embalagens de toda a gama são 100% recicláveis e os cereais de pequeno-almoço NESQUIK, CHOCAPIC e ESTRELITAS que também já atingiram a reciclabilidade total.
  • Este trabalho não tem sido feito apenas para os produtos direcionados ao mercados português, mas abrange também marcas internacionais fabricadas em Portugal, como são os casos da bebida de cereais EKO, que é vendida em Espanha, e da bebida de café solúvel Orzoro, que é vendida em Itália, em ambas o filme plástico retrátil que envolve as paletes que as levam para o mercado foi substituído por cartão 100% reciclado.

 

Além destes projetos já concretizados a Nestlé Portugal está ainda a desenvolver ensaios em diversas embalagens de outras marcas do seu portefólio:

  • Tanto em cafés como em cereais estão a ser realizados ensaios para simplificação dos laminados das embalagens flexíveis, por forma a melhorar a sua reciclabilidade.
  • Em Nesquik Ready to Drink e em Nestlé Júnior estão a estudar-se soluções para a reciclabilidade total das embalagens de cartão para bebidas, um projeto realizado em parceria com o fornecedor de material de embalagem e com o reciclador.
  • Na marca NAN, de nutrição infantil, está também a ser trabalhada a incorporação de uma tampa e de uma colher doseadora “plant based”.
  • Os pouches da marca Yogolino e de Nestlé Fruits serão lançados em breve numa nova embalagem flexível monomaterial para facilitar a sua reciclagem.
  • Em Molico e em Nesquik foi também eliminado o plástico retráctil que envolve as paletes de envio para o mercado.