O Chairman Peter Brabeck-Letmathe acredita que o acesso à água é um direito humano?

Acreditamos, inequivocamente, que o acesso à água é um direito humano básico. A entrevista no vídeo retirada de um documentário realizado em 2005, denominado “Nós Alimentamos o Mundo” é um excerto e foi retirada de contexto, deturpando assim a visão do nosso Chairman.

O que o nosso Chairman tem dito repetidamente é que todas as pessoas têm o direito à água potável para atender às suas necessidades básicas de higiene e de hidratação. Utilizamos como referência a medida de 50 a 100 litros de água por pessoa, por dia, definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O nosso Chairman tem declarado também o seu forte apoio à resolução 64/292 das Nações Unidas para o Direito Humano à Água e ao Saneamento.

Em 2010 incorporamos o reconhecimento e o respeito pelo direito humano à água nos Princípios Corporativos e Empresariais da Nestlé, antes mesmo de este ter sido oficialmente reconhecido pela ONU. A água é um pilar da Nestlé no seu relacionamento com a sociedade, através da Criação de Valor Partilhado e do cumprimento dos seus compromissos.

Garantimos o respeito do direito humano à água através de um processo de due diligence, - análise sistemática de procedimentos internos – para avaliar o impacto potencial sobre o direito da comunidade à água e a disponibilidade a longo prazo dos recursos hídricos.

Acreditamos que a gestão responsável dos recursos hídricos por todos os utilizadores é uma necessidade absoluta. Somos signatários do UN Global Compact CEO Water Mandate e estamos a trabalhar com os órgãos públicos, com as comunidades e com os principais especialistas e governos para ajudar a garantir a gestão eficaz da água.

Saiba mais aqui.