Resultados 2020 espelham o reforço da confiança na marca Nestlé em Portugal

Voltar aos Comunicados de Imprensa
  • Vendas totais de 565 milhões de euros, com um crescimento orgânico de 4,2% - mais 80 milhões de euros nos últimos três anos.
  • Crescimento em Valor em 2020 acima do mercado, atingindo 35% de quota de mercado nas categorias onde operamos*. *Nielsen Retail nas categorias onde a Nestle está presente
  • Investimentos de 71 milhões de euros reforçam inovação e operações.
  • Transformação do portefólio - a inovação cresceu 58,5% em valor, representando 65 milhões do total das vendas, e um peso de 12% no total do negócio. Inovação como peça fundamental no reforço da confiança dos consumidores na Nestlé.
  • Exportações de 96 milhões de euros, + 7% vs 2019.
  • Paridade de género com 50% mulheres e 50% homens; 51% de mulheres em posições de liderança.
  • Reputação - a Nestlé reconhecida pelos portugueses como a marca #1 em reputação. (85/100)
  • Co-criação & Inovação com start up’s locais para lançamento de modelos de negócio inovadores – ecossistema alimentar / inovação beyond the core – 20 projetos desenvolvidos desde 2019.

 

Os excelentes resultados que obtivemos em 2020 são consequência direta da confiança que a Nestlé tem vindo a ganhar e a confirmar, nos últimos anos, junto da sociedade portuguesa.

Temos vindo a trabalhar de uma forma consistente com os nossos propósitos para maximizar continuamente a confiança que merecemos de todos os nossos stakeholders.

2020, um ano difícil e desafiante, com características trágicas e uma dinâmica única, veio confirmar a relevância do papel que a Nestlé desempenha em Portugal, enquanto companhia líder em alimentação e bebidas.

Especificamente em 2020, trabalhámos para cumprir três principais prioridades:
  1. Proteger as nossas pessoas e as suas famílias, apoiar a sociedade, as comunidades e os nossos parceiros de negócio.
  2. Assegurar a continuidade dos negócios, garantindo a cadeia alimentar durante os duros meses de confinamento a que todos estivemos sujeitos em 2020.
  3. Promover a sustentabilidade ambiental das nossas operações e liderar a transformação End-to-End do sistema alimentar (Regenerative Food System).
O cumprimento destas três prioridades resultou em elevados níveis de confiança, percebidos por todos os nossos stakeholders.
  • Internamente, as nossas pessoas confirmaram estar extremamente alinhadas com a nossa estratégia e com a nossa forma de estar nos negócios, incluindo a forma como as protegemos e aos nossos parceiros. De acordo com o Inquérito de Clima Organizacional – Nestlé&Eu – 95% das nossas pessoas sentem-se orgulhosas por trabalhar na Nestlé e afirmam estar totalmente alinhadas com os objetivos da empresa e 94% dos colaboradores sentem que o ambiente de trabalho na Nestlé é promotor da diversidade cultural e de género.
  • A relação da Nestlé com os seus Clientes saiu reforçada durante 2020. De facto, da avaliação feita pelos seus principais Clientes da grande distribuição através do Advantage Group Survey, resulta evidente a melhoria da performance da Nestlé em 7 das 8 áreas de negócio relacionadas com a parte comercial analisadas, tendo a Nestlé sido considerada como número um no mercado relativamente ao seu Customer Service.
  • O reconhecimento da Nestlé como a marca corporativa número um em reputação no país, com um score de 84,7 (estudo da consultora OnStrategy, janeiro 2021).
  • A grande maioria das nossas categorias aumentaram a sua quota de mercado, confirmando a confiança e a preferência dos consumidores portugueses nas marcas da Nestlé.

 

1. Proteger as nossas pessoas e as suas famílias, apoiar a sociedade, as comunidades e os nossos parceiros de negócio

Durante a pandemia, a Nestlé implementou todos os protocolos de segurança nas diversas estruturas que tem no país, antecipando-se muitas vezes às medidas definidas pelas autoridades e indo além dos regulamentos oficiais. Com o início da pandemia, tornou-se imediatamente obrigatório, em todos os locais, o uso de máscaras e a medição de temperatura e, até hoje, foram realizados mais de 2.000 testes de despistagem de Covid-19, em campanhas quinzenais.

O trabalho flexível (disponível na Nestlé desde 2018) passou a ser regra para todos os colaboradores sem funções operacionais (fábricas, centros de distribuição e vendas). Em menos de uma semana colocámos cerca de 1.300 pessoas a trabalhar a partir de casa, assegurando-lhes todos os meios tecnológicos necessários.

Estabelecemos também medidas de proteção ao emprego e ao salário, garantindo o pagamento de salário por um período de 12 semanas a todos os colaboradores que, por motivos de pandemia, ficassem impedidos de trabalhar.

Aos colaboradores na linha da frente das operações (fábricas e centros de distribuição), que durante o cerco de Ovar asseguraram a continuidade da produção e distribuição, demos um apoio de +20% no salário; para os colaboradores da equipa de vendas do canal fora do lar mantivemos as comissões de vendas, apesar de este canal ter permanecido fechado durante os períodos de confinamento. Foram ainda implementados programas de promoção de saúde e bem-estar para todos os colaboradores que incluem, entre outros, suporte médico e psicológico e aconselhamento nutricional.

Protegendo os nossos apoiámos os outros

Com todas as medidas de proteção implementadas conseguimos ter a nossa comunidade focada no essencial, produzir os bens alimentares e bebidas e entregá-los no mercado, nos momentos em que as famílias mais necessitaram deles.

Gerámos também confiança pela forma como partilhámos valor com a sociedade, dando apoio aos mais carenciados, através da ação de diversas instituições de solidariedade social. Ao longo do ano a Nestlé Portugal doou 685 mil produtos do seu portefólio que foram entregues ao Banco Alimentar Contra a Fome e a 70 hospitais públicos e outras instituições de saúde em todo o país.

Apoiámos ainda a Cruz Vermelha Portuguesa para a compra de 130.000 equipamentos de proteção individual a serem utilizados pelos profissionais de saúde desta instituição no seu trabalho em lares de idosos.

Para os nossos parceiros de negócio mais afetados, principalmente no canal HORECA, desenvolvemos várias campanhas de apoio à sua resiliência, como foram os casos da iniciativa “Sempre Abertos para Si” – onde oferecemos uma semana de consumo de produtos de café a todos os nossos clientes no momento da sua reabertura, após o primeiro confinamento – ou a iniciativa “Quem Toma, Ajuda a Retoma” – uma campanha de vouchers que permitiu antecipar consumos de café.

As Pessoas

Ainda no capítulo da partilha de valor, a Nestlé continuou a gerar oportunidades de emprego, tendo realizado digitalmente todos os processos de recrutamento, integração, formação e coaching.

Em 2020, a Nestlé gerou 385 oportunidades de emprego e a equipa da Nestlé Portugal conta agora com um total de 2.311 colaboradores de 43 nacionalidades, uma diversidade de culturas que em muito tem contribuído para consolidar o nosso posicionamento como fonte de talento digital. Em 2020, 5% das nossas contratações foram na área das competências digitais.

Ainda a nível da diversidade a Nestlé atingiu em 2020 a paridade de género, tendo atualmente 50% de colaboradores mulheres e 50% homens. Neste parâmetro, a nível de cargos de chefia 51% são desempenhados por mulheres e em todos os níveis da organização a Nestlé pratica uma política de não discriminação salarial não tendo assim nenhum gender pay gap.

Continuámos também a apoiar o emprego jovem, desenvolvendo a iniciativa Nestlé Needs Youth, através da qual gerámos já, desde 2014, 2.224 oportunidades de emprego, estágios e ações de formação para jovens que procuram iniciar as suas vidas profissionais. Ainda nesta iniciativa o novo compromisso para o triénio 2021-2025 é a criação de mais 750 oportunidades de trabalho e formação para jovens.

Foco nos consumidores guiando as suas transições de consumo

Reflexo também desta confiança foi a forma como a Nestlé cresceu ao longo do ano, acima do mercado em valor (+19,7% vs. +12,6%) alcançando uma Quota Total de 35% Market Share nas categorias onde atua.

Reforçámos assim a liderança em todas categorias do Café - com cápsulas, solúvel e torrado -, em cereais para toda a família, em bebidas de cereais, em bebidas achocolatadas, em nutrição infantil, em petcare e em cereais de pequeno-almoço e barras de cereais.

2. Assegurar a continuidade dos negócios, garantindo a cadeia alimentar durante os duros meses de confinamento a que todos estivemos sujeitos em 2020

a) Apoio e promoção do consumo no lar

Em virtude da súbita e grave crise que impactou o canal HORECA, devido à pandemia, alavancámos a nossa inovação e apoiámos as nossas marcas com o objetivo de potenciar as oportunidades de consumo em casa. Este caminho foi extremamente reconhecido, na medida em que ajudou o consumidor a manter os seus hábitos de consumo em contexto de confinamento. Também aqui gerámos confiança no consumidor ajudando-o, com as nossas marcas e com as soluções por estas oferecidas.

Exemplo disso são as inovações introduzidas com STARBUCKS para consumo em casa, assim como a inovação em duas das principais marcas portuguesas chave em café torrado: BUONDI e SICAL – oferecendo uma gama completa de cafés em cápsula para os nossos sistemas NESPRESSO and NESCAFÉ Dolce Gusto.

Este apoio à transferência do consumo para dentro de casa foi também dado pela marca GARDEN GOURMET que foi lançada em 2019 e que apresenta soluções nutritivas de produtos à base de plantas, ideais para a promoção de um consumo sustentável.

Ainda num contexto de uma vivência familiar mais desafiante, apoiámos também as famílias com soluções resultantes da nossa investigação científica em Nutrição Infantil, como são os casos das fórmulas infantis NAN com HMO (Human Milk Oligosaccharides), os oligossacáridos do leite humano que têm uma estrutura única e que são essenciais para o reforço do sistema imunitário dos bebés.

b) Investimento nas operações e apoio Marketing & Media às nossas marcas

Marcas e produtos têm beneficiado de um investimento contínuo em inovação e que, em 2020, totalizou 71 milhões de euros, 16,5 milhões de euros realizados nas nossas operações e 55,6 milhões de euros no apoio marketing às nossas marcas. Neste capítulo, a Nestlé verificou também no ano de 2020 uma presença nos lugares cimeiros no ranking de comunicação. Considerando todos os canais de media, investimos globalmente mais 52% e, em particular nos media digitais. Com este nível de suporte às nossas marcas, fomos o primeiro anunciante na indústria de alimentos e bebidas. No último trimestre do ano e comparativamente com o período homólogo, investimos acima do mercado: +49% versus 34%.

Com todos os investimentos realizados em Portugal a Nestlé tem vindo a atrair mais projetos para as suas fábricas, produzindo para o nosso mercado interno, mas também exportando os produtos nos quais a Nestlé Portugal é especialista, os cereais e os cafés. Globalmente aumentámos as produções nas nossas duas fábricas portuguesas em mais de 12% nos últimos três anos. Em 2020 contribuímos para o nosso tecido económico nacional com uma exportação total de 95,8 milhões de euros.

c) Assegurar a continuidade da nossa cadeia de valor

Para fazer face à situação critica vivida no país, atuámos por forma a assegurar a continuidade das nossas operações de produção e distribuição. Perante o desafio adicional que nos foi colocado por um mês de cerco à cidade de Ovar, na qual vivem mais de cem colaboradores da fábrica e do centro de distribuição de Avanca, reorganizámos imediatamente as nossas operações, definindo turnos de trabalho e estabelecendo prioridades de presenças por funções e, com isso, mantendo o foco no fabrico dos produtos mais procurados pelos consumidores em Portugal, como são CERELAC, NESTUM, as bebidas de cereais MOKAMBO, BRASA, BOLERO, TOFINA e os cereais de pequeno-almoço CHOCAPIC, ESTRELITAS e NESQUIK, mantendo os nossos stocks de matérias-primas e materiais de embalagem por forma a assegurar os níveis necessários de serviço.

Por forma a satisfazermos as necessidades logísticas dos nossos clientes instalámos e colocámos em operação um centro de distribuição temporário no Carregado, que nos permitiu continuar a abastecer os nossos clientes de acordo com as suas necessidades.

Estas iniciativas permitiram-nos recuperar os nossos níveis de serviços aos clientes imediatamente após o primeiro período de confinamento.

3. Promover a sustentabilidade ambiental das nossas operações e liderar a transformação End-to-End do sistema alimentar

Afirmámos de forma clara a urgência de enfrentarmos as alterações climáticas como fator essencial para o sucesso a longo prazo dos nossos negócios. Devido à escala conferida pela sua presença em todo o mundo, a Nestlé tem a oportunidade e o alcance para fazer a diferença. Esse trabalho, que tem o claro compromisso de atingir a neutralidade carbónica em 2050, está a ser desenvolvido através de seis áreas prioritárias:
  1. Abastecimento sustentável das matérias-primas.
  2. Transformação das nossas embalagens, com foco na sua circularidade.
  3. Logistica mais amiga do ambiente.
  4. Captura de carbono da atmosfera.
  5. Eficiência ambiental das operações e energias renováveis.
  6. Transformação de portefólio e inovação.

1) Abastecimento sustentável das matérias-primas

O abastecimento responsável representa a área de impacto mais importante, uma vez que as práticas agrícolas para obtenção de matérias-primas representam a mais de 60% das emissões ao longo da nossa cadeia de valor.

Neste âmbito as nossas principais atividades são:
  • a promoção e o apoio a práticas de agricultura regenerativa;
  • o combate à desflorestação;
  • a plantação de árvores.

As principais matérias-primas nas quais a Nestlé tem trabalhado intensivamente são o café, o cacau e o leite. Localmente, em Portugal, são Cereais.

Cacau e Café

O cacau e o café são duas das matérias-primas principais que a Nestlé utiliza em muitos dos seus produtos e que não quer ver associadas a práticas de deflorestação, geradoras de mais emissões de carbono. Por essa razão a Nestlé está a trabalhar para o compromisso de ter em 2025 100% do cacau e do café provenientes de origens sustentáveis. Este caminho está a ser feito em cooperação com os agricultores, não só para evitar a desflorestação, mas para implementar um ambicioso plano de reflorestação nas respetivas zonas de plantação destas duas culturas. Para este compromisso de reflorestação a Nestlé comprometeu-se a plantar todos os anos, e até 2030, pelo menos 20 milhões de árvores nas regiões onde obtém as suas matérias-primas.

Leite

Outra matéria-prima essencial para os produtos que a Nestlé desenvolve é o leite e as alternativas lácteas à base de plantas, também essenciais para o futuro da Nestlé. Queremos, por isso, que os produtos que desenvolvemos neste âmbito sejam bons para as pessoas e para o planeta. Para cumprir esse propósito, os projetos que a Nestlé tem vindo a desenvolver na Suíça (Climate-friendly Milk) e no Reino Unido (First Milk) alcançaram já fortes resultados na redução das emissões de carbono em mais de 220 quintas leiteiras. Estas reduções foram alcançadas através de um conjunto de melhorias aplicadas à gestão agropecuária, onde se inclui o desenvolvimento de políticas de bem-estar animal como a manutenção das vacas por mais tempo nas mesmas quintas, a utilização de mais rações locais e o cuidado continuado com a saúde das vacas, através da melhoria das práticas veterinárias. Estas iniciativas estão a ser estendidas a outros países como França, Alemanha, Marrocos e Espanha. O principal objetivo da Nestlé é trabalhar com quintas agropecuárias com zero emissões líquidas de CO2.

Cereais - Fomentar uma agricultura regenerativa em Portugal

Este é também o caminho que temos vindo a seguir em Portugal, trabalhando com os agricultores no desenvolvimento de práticas de gestão de solos mais sustentáveis, diminuindo assim o seu impacto ambiental. Para reduzir as emissões da agricultura, a Nestlé Portugal, em conjunto com os seus fornecedores, está a melhorar a forma como as matérias-primas são produzidas. O objetivo é substituir as práticas agrícolas intensivas por uma agricultura regenerativa, promotora também de solos mais saudáveis.

Em Portugal, a Nestlé trabalha com agricultores do Alentejo para produzir cereais com características específicas para a produção, entre outras, da gama CERELAC. Esta ligação com os agricultores permite-nos garantir a qualidade do produto final e promove práticas agrícolas mais ecológicas, desde a sementeira à colheita. A este nível, o principal objetivo do Grupo é obter 50% das suas principais matérias-primas através de práticas agrícolas mais sustentáveis até 2030.

Compras locais

A contribuir também para a redução da nossa pegada de carbono estão os nossos investimentos em compras a empresas locais, de matérias-primas, de materiais de embalagem e de serviços. Em 2020, a Nestlé comprou em Portugal 60% das suas necessidades com um investimento total de 124 milhões de euros. Com esta política de compra local, conseguimos, no espaço de uma década, reduzir em 53% as nossas emissões de CO2 no transporte por tonelada de produto.

2) Transformação das nossas embalagens, com foco na sua circularidade

Material de embalagem

Para a Nestlé Portugal atingir a neutralidade carbónica significa também tornar as suas embalagens mais sustentáveis, aumentando a utilização de materiais reciclados, desenvolvendo embalagens prontas a ser recicladas ou reutilizadas e diminuindo, em 1/3 e até 2025, a utilização de plástico virgem. Este projeto conta já com um investimento de dois mil milhões de francos suíços anunciado pelo Grupo em janeiro de 2020, para acelerar a disponibilidade no mercado de plástico reciclado de qualidade alimentar. Em Portugal, mais de 90% das embalagens estão já prontas a ser recicladas ou reutilizadas.

Reciclagem de cápsulas – Nespresso e NESCAFÉ Dolce Gusto

A reciclabilidade de embalagens está também presente nas cápsulas de café Nespresso, que são já recicláveis, podendo ser entregues em mais de 200 pontos de recolha em todo o país. Esta marca tem vindo a desenvolver, desde 2010, o projeto "Reciclar é Alimentar" com o objetivo de impulsionar hábitos de reciclagem junto dos consumidores e dar uma nova vida às cápsulas usadas. Portugal foi também pioneiro no desenvolvimento de um sistema dedicado à reciclagem das cápsulas da marca NESCAFÉ Dolce Gusto, que tem implementado desde 2011. Um sistema de recolha ambientalmente eficiente e de fácil utilização pelo consumidor.

Grupo de trabalho AICC para reciclagem de cápsulas no ecoponto amarelo

Preocupada em acelerar e melhorar os procedimentos de reciclagem das cápsulas de café dos sistemas Nespresso e NESCAFÉ Dolce Gusto e sobretudo em torná-los mais convenientes para os consumidores, a Nestlé tem vindo a trabalhar, no âmbito da Associação Industrial e Comercial do Café (AICC), conjuntamente com toda a indústria de café em cápsula e com as entidades gestoras de resíduos, no sentido de desenvolver soluções tecnológicas que permitam a colocação das cápsulas de café nos ecopontos amarelos, para posterior encaminhamento para reciclagem.

Também nas nossas fábricas de Avanca e do Porto estamos a levar a cabo diversos projetos com vista à melhoria da reciclabilidade das embalagens dos nossos produtos.

3) Logística mais amiga do ambiente

Também ao nível da nossa distribuição temos trabalhado, nos últimos três anos, na melhoria da eficiência ambiental das nossas operações no que diz respeito aos nossos transportes internacionais e nacionais.

No âmbito aos transportes internacionais, Portugal tem vindo a liderar a utilização de transportes multi-modais, privilegiando os meios de transporte menos impactantes a nível ambiental e dando sempre preferência pelo transporte ferroviário, pelo transporte marítimo de curta distância e pela utilização camiões movidos a gás. Neste sentido, identificámos a oportunidade de importar 20% dos nossos produtos Nestlé provenientes de Espanha e Itália, por meio de ferrovia e de transporte marítimo de curta distância. Apesar da infraestrutura disponível em Portugal para a utilização de camiões com combustível alternativo ser ainda limitada, entregámos já 204 cargas em camiões GPL em 2020 e planeamos aumentar em 30% a utilização destes veículos em 2021.

Em relação às nossas entregas nacionais para o retalho moderno, estamos a trabalhar na redução de viagens com camiões vazios, no aumento da expedição direta de produtos das fábricas aos maiores clientes, e no aumento das percentagens de recolha de produtos diretamente pelo cliente no nosso principal centro de distribuição, localizado em Avanca. Em 2020 estas entregas totalizaram já 10% da nossa distribuição nacional. Com estas iniciativas conseguimos reduzir as nossas emissões em 20% nos últimos três. Um esforço reconhecido pela GS1 com a atribuição da primeira estrela Lean & Green à Nestlé Portugal.

4) Captura de carbono da atmosfera

Enquanto signatária do compromisso da ONU “Business Ambition for 1,5 °C”, a Nestlé é uma das primeiras empresas a revelar o seu plano detalhado e a fazê-lo antes da data prevista. A empresa está a tomar medidas para reduzir para metade as suas emissões até 2030 e para atingir as zero emissões líquidas de gases com efeito de estufa até 2050 – mesmo tendo em conta o crescimento da empresa.

Novo Nestlé Campus – pioneiro na sustentabilidade ambiental

Ainda em 2020 a Nestlé soube tirar partido de uma adversidade e, tendo todos os colaboradores da sede em trabalho flexível, acelerámos o projeto de transformação do nosso edifício em Linda-a-Velha. A obra iniciada em janeiro de 2020 estará agora concluída em junho de 2021.

Esta transformação está a ser implementada de forma 360º, para tornar o ambiente de trabalho uma experiência com flexibilidade e colaboração entre todos. No novo Nestlé Campus as pessoas beneficiarão de um espaço de escritório moderno desenhado para a promoção da criatividade e da inovação. Um projeto em linha com a “visão verde” da companhia que visa incorporar a sustentabilidade em tudo o que faz, incluindo nas formas de trabalhar, garantindo que utiliza apenas materiais sustentáveis e amigos do ambiente.

A nova sede reflete assim a visão de integração entre trabalho e vida familiar, oferecendo não apenas espaços de trabalho, mas também espaços dedicados à família, como são exemplos o canto infantil e a sala de enfermagem. Este novo edifício vai continuar a ser pet friendly dando seguimento ao projeto já iniciado no anterior espaço, permitindo a presença de cães junto aos seus donos. O novo Nestlé Campus traz ainda consigo um pioneirismo ao nível das certificações ambientais, uma vez que estamos a trabalhar para que seja o primeiro edifício no país com as certificações Leed e Well.

Transformação dos transportes - Frota Verde

Em 2020 demos início a um processo de transformação da nossa frota para veículos 100% elétricos e híbridos. Até 2024 teremos completado este processo de transformação atingindo um total de 465 veículos elétricos e híbridos. Para dar suportar esta mudança de paradigma estamos agora a instalar um total de 72 carregadores elétricos, distribuídos pela Fábrica do Porto (12), pela Fábrica de Avanca (6), pela nossa sede em Linda-a-Velha (52) e pela nossa delegação comercial no Funchal (2). Todos eles terão capacidade de 7,2 kwh para carga total em quatro horas para os veículos elétricos e duas horas para os híbridos.

5) Eficiência ambiental das operações e energias renováveis

Nas nossas operações seguimos o princípio dos 3 R’s: Reduce, Rethink, Replace.

REDUCE – Melhorar a eficiência das nossas linhas

Na última década a Nestlé Portugal conseguiu reduzir a captação de água necessária às suas operações em 70% (m3/ton), reduziu o consumo de energia em 22% (Gj/ton), baixou as emissões de CO2 em 39% e atingiu, também neste período, o objetivo de zero resíduos enviados para aterro.

Todas essas conquistas foram feitas em contexto de volumes crescentes de produção: +12% nos últimos três anos. As nossas fábricas em Portugal têm vindo a atrair mais produção e o desenvolvimento de mais marcas. Com os exemplos da nova gama de snacks saudáveis para bebés: NATURNES BIO NutriPuffs, em Avanca, ou as novas produções de NESCAFÉ R&G e de STARBUCKS, no Porto. Ambas as fábricas têm diversos projetos de eficiência e de recuperação de energia a decorrer.

RETHINK – Neutralidade carbónica by design

O principal projeto para as nossas fábricas será a instalação de centrais de biomassa. Este é um exemplo claro de economia circular, onde são utilizados resíduos da produção para reduzir as nossas emissões. Com este projeto planeamos reduzir as emissões das nossas operações em mais de 70%.

REPLACE - Combustíveis provenientes de fontes renováveis

A Nestlé tem vindo a aumentar os níveis de utilização de energias de fontes renováveis em todas as estruturas que tem em Portugal, sendo que atualmente 100% da eletricidade comprada é de origem renovável certificada.

6) Transformação de portefólio e Inovação

Otimização nutricional

Um dos pontos chave da confiança depositada na Nestlé passa pelo trabalho constante de transformação do portefólio de produtos, adequando-os às necessidades nutricionais e de conveniência dos consumidores. Este diálogo permanente tem permitido a otimização nutricional de muitas das nossas receitas.

Exemplos desse caminho são as categorias de cereais de pequeno-almoço, a investir na inovação e encontrando novas formas de reduzir teores de açúcar nos seus produtos.

No final de 2020 lançámos duas novas variedades de CHEERIOS aveia e CHEERIOS aveia, maçã e canela com baixos teores de açúcar (-75% vs. receitas regulares - abaixo de 10grs por porção). Ainda nesta categoria, lançámos uma nova marca de cereais de pequeno-almoço: NAT, apenas com açúcares naturais.

Na categoria de cereais para toda a família, lançámos a nova linha NESTUM Zero (aveia/espelta e arroz) sem adição de açúcares.

Em “Orgânico” (+ 33%) temos exemplos como o lançamento de NESTUM Mel Bio e PURINA BEYOND Bio. Em Nutrição Infantil investimos na oferta de soluções mais saudáveis e sustentáveis, com o lançamento dos NATURNES BIO de Frutas e Refeições Orgânicas.

Produtos à base de proteína vegetal

Também ao nível do desenvolvimento do nosso portefólio estamos a contribuir para o objetivo da sustentabilidade, apostando precisamente no desenvolvimento de novos produtos à base de matérias-primas vegetais, com uma pegada ecológica muito inferior aos produtos de origem animal e obtidos através de práticas agrícolas mais sustentáveis e regenerativas.

Em Portugal, a Nestlé iniciou este caminho em 2019 com o lançamento da gama vegetariana GARDEN GOURMET, como resposta ao flexitarianismo, uma tendência que já representa 65% da população europeia e que é utilizada para caracterizar quem tem uma alimentação tradicional, alternando-a com opções ocasionais de pratos vegetarianos. Nesta categoria, a gama de produtos foi ainda alargada em 2020 com o lançamento de GARDEN GOURMET Sensational Burger, à base de soja e beterraba.

Também já em 2020, a Nestlé Portugal levou este conceito a outras categorias de consumo, tais como a Nutrição Infantil, com os novos NATURNES BIO à base de coco (sem leite de vaca) e com CERELAC Seleção da Natureza Quinoa e Sete Cereais; em culinários, com o lançamento de um produto preparado para sobremesas veganas (à base de aveia); em achocolatados, com o novo NESQUIK pronto para beber, também ele à base de aveia; e ainda nas bebidas solúveis de café com os novos solúveis NESCAFÉ Gold à base de amêndoa, aveia e coco.

Nestlé apoia o sistema de rotulagem nutricional NUTRI-SCORE

Como fator primordial de transparência das marcas e promotor de confiança nos produtos que desenvolvemos, a Nestlé iniciou em 2020 a aplicação do sistema de rotulagem nutricional NUTRI-SCORE, um algoritmo desenvolvido pelo Santé Publique France e aplicado pelas nossas equipas científicas e nutricionais a muitos dos produtos que a Nestlé desenvolve em Portugal.

Este sistema constitui mesmo um caminho para o alinhamento de toda a indústria de alimentos e bebidas e um alicerce fundamental para a confiança nas marcas. Para a Nestlé, o objetivo é facilitar as decisões dos consumidores sobre os benefícios nutricionais que os nossos produtos oferecem. Este sistema está já implementado em 28% do nosso portefólio, sendo que 70% está classificado nas categorias A e B (índices saudáveis).

Innovation beyond the core – trabalhar o futuro

Todas as transformações que a Nestlé tem vindo a operar em Portugal têm como foco antecipar os desejos e as necessidades dos consumidores, aplicando criatividade através de uma cultura de inovação orientada para uma criação visionária do futuro.

Desde 2019 criámos já mais de 20 projetos, metade deles ainda ativos e todos eles desenvolvidos com start ups e parceiros externos, criando vários projetos com novos modelos de negócio no ecossistema alimentar.

A estratégia da Nestlé Portugal é atender às necessidades futuras dos portugueses, em áreas que sabemos que irão agregar valor às suas vidas. Neste sentido, temos muitos projetos em desenvolvimento e em simultâneo. O nosso radar externo é fundamental para guiar esta visão, porque não podemos criar o futuro sozinhos. Precisamos de parceiros e de novas perspetivas. É por isso que um dos fluxos que realizamos todos os anos é um programa de inovação aberta em parceria com a NOVA School of Business and Economics: o Nestlé START and CO, um programa que conta já com quatro edições de trabalho realizado em quatro anos.

O objetivo do programa é identificar e selecionar as start ups e os empreendedores mais promissores, que desejam expandir os seus negócios explorando sinergias, co-criando e co-desenvolvendo novos caminhos e negócios futuros com a Nestlé, entregando-se em áreas de crescimento futuras para os consumidores.

Como resultado do programa deste ano, estamos agora a avançar com quatro protótipos em parceria com quatro start ups, em áreas onde acreditamos que traremos verdadeiras novidades e valor para os nossos consumidores. Todos eles são desenhados digitalmente de raiz e também desenhados de raiz para serem sustentáveis e serão testados com os consumidores no mercado no decorrer de 2021.

Em edições passadas do Nestlé START and CO, Portugal foi também o mercado responsável por expandir para a Europa um novo negócio co-criado com a start up Petable, que resultou na primeira loja online veterinária totalmente direcionada para as Clínicas Veterinárias e com valor real enquanto novo canal para os veterinários venderem produtos diretamente aos donos de animais de companhia.

Recentemente, a Nestlé criou também o “Nestlé Co-Lab”, com o objetivo de co-criar diretamente novas soluções com os consumidores, ouvindo-os em primeira mão sobre o que pensam, qual o uso de novas soluções e que novas ideias têm.

A Nestlé Portugal está também a testar projetos de alta complexidade e inovação em Sustentabilidade, ao nível das matérias-primas. O objetivo é encontrar, localmente, novas fontes de matérias-primas sustentáveis com empresas portuguesas pioneiras em investigação científica que irão alavancar a nossa missão de atingir a neutralidade carbónica até 2050.

A este nível, a nossa equipa está também a trabalhar, com mais de 40 entidades portuguesas, em novos modelos de negócio para repensar a utilização do plástico em todo o seu ecossistema, no âmbito da economia circular.

Portugal está assim a tornar-se cada vez mais relevante por ser um mercado com “soluções nascidas da inovação” e por conseguir escalá-las para a Europa e outros mercados.

Acreditamos que a Nestlé Portugal tem um papel fundamental enquanto “big player”, na partilha do seu conhecimento especializado e de primeira classe, impulsionando o crescimento dos pequenos negócios que podem agregar valor ao nosso mercado e dando o seu contributo para o desenvolvimento da economia nacional e das nossas comunidades, reforçando a confiança dos consumidores num ciclo que continuamente se repete, virtuosamente.