Nestlé S.A. publica os resultados do primeiro semestre de 2018

Voltar26 Jul, 2018

  • Progresso contínuo do modelo de criação de valor da Nestlé e no caminho certo para cumprir as nossas previsões anuais, suportadas por uma dinâmica de crescimento nos Estados Unidos e na China, bem como no negócio de Nutrição Infantil;
  • Crescimento orgânico de 2,8%, com um crescimento interno real (RIG) de 2,5% e uma variação de preços de 0,3%;
  • As vendas totais aumentaram 2,3% para CHF 43,9 mil milhões (6M-2017: CHF 42,9 mil milhões). O balanço entre as aquisições e os desinvestimentos teve resultado zero. Os efeitos das taxas de câmbio reduziram as vendas em 0,5%;
  • A margem de lucro operacional subjacente fixou-se em 16,1%, um aumento de 20 pontos base a câmbios constantes e sobre a base reportada;
  • A margem de lucro operacional bruto fixou-se em 14,6%, uma redução de 50 pontos base sobre a base reportada, devido a custos de restruturação e outros elementos operacionais correntes líquidos mais elevados;
  • O lucro por ação aumentou 21,4% para CHF 1,92 sobre a base reportada. O lucro recorrente por ação aumentou 9,2% a câmbios constantes e 10,4% para CHF 1,86 sobre a base reportada;
  • O free cash flow aumentou 52%, de CHF 1,9 mil milhões para CHF 2,9 mil milhões;
  • Previsões para todo o ano de 2018 confirmadas, com expectativa de crescimento orgânico das vendas ao redor de 3%; melhoria da margem de lucro operacional subjacente em linha com o nosso objetivo para 2020. Custos de restruturação* previstos em cerca de CHF 700 mil milhões. Espera-se que o lucro recorrente por ação a câmbios constantes e a eficiência de capital aumentem.

Mark Schneider, CEO da Nestlé, disse: “Os nossos resultados semestrais confirmaram que as nossas iniciativas estratégicas e a execução rigorosa estão verdadeiramente a produzir resultados. A Nestlé manteve a dinâmica encorajadora de crescimento orgânico das vendas que vimos no início do ano. Em particular, os mercados dos Estados Unidos e da China mostraram uma melhoria significativa. Estamos igualmente satisfeitos com a melhoria do crescimento orgânico na nossa categoria chave de Nutrição Infantil.

A evolução da nossa margem está totalmente em linha com o nosso objetivo para 2020. Criamos valor conseguindo crescimento e a rentabilidade, de forma equilibrada. Em linha com esta abordagem, acelerámos os nossos esforços de inovação de produtos para estimular o crescimento futuro e demos início a esforços significativos de redução de custos, em particular na Zona EMENA e na nossa Sede, em Vevey.

À medida que entramos no segundo semestre de 2018, prevemos uma melhoria do crescimento orgânico das nossas vendas. É esperada uma aceleração da melhoria da margem de lucro operacional e benefícios acrescidos resultantes dos nossos programas de eficiência e de preços mais favoráveis das matérias-primas."

Os resultados do Grupo:

  

 

Zona EMENA (Europa, Médio Oriente e Norte de África)

  • Crescimento orgânico de 2, 5%: crescimento interno real (RIG) de 3.1% e uma variação de preços de -0.6%;
  • A Europa Ocidental retomou o crescimento orgânico positivo no segundo trimestre. O crescimento interno real (RIG) acelerou, compensando uma variação de preços negativa;
  • A Europa Central e Oriental registou um crescimento médio à volta dos 5%, com um forte crescimento interno real (RIG). A variação de preços foi negativa;
  • O Médio Oriente e o Norte de África registaram igualmente um crescimento orgânico médio à volta dos 5%. O crescimento interno real (RIG) e a variação de preços foram positivos;
  • A margem de lucro operacional subjacente cresceu 70 pontos base para 18,9%.

  

O crescimento orgânico aumentou 2,5%. O forte crescimento interno real (RIG) fixou-se de forma sólida nos 3,1% após uma aceleração no segundo trimestre, o que compensou a variação de preços negativa. Os desinvestimentos líquidos reduziram as vendas em 0,2%. As taxas de câmbio tiveram um impacto positivo de 4,1%. As vendas reportadas aumentaram 6,4% para CHF 9,3 mil milhões.

A Zona EMENA registou um crescimento positivo na maioria dos mercados e das categorias. Petcare, Cafés e Nutrição Infantil foram os principais negócios a contribuir para este crescimento. Petcare manteve uma forte dinâmica, baseada no sucesso de Felix na Rússia. Os Cafés registaram igualmente um bom crescimento, com um crescimento interno real (RIG) mais forte, apoiado pelo relançamento de Nescafé Gold. Nutrição Infantil e Lácteos tiveram uma boa performance na Europa Central e Oriental, no Médio Oriente e no Norte de África. Confectionery teve uma melhoria do crescimento, em particular no Reino Unido, face ao lançamento de novos produtos, nomeadamente KitKat Ruby e MilkyBar Wowsomes, um novo chocolate com uma redução de 30% de açúcar, baseada no inovador açúcar natural estruturado da Nestlé.

A margem de lucro operacional subjacente da Zona aumentou 70 pontos base, apoiada pelas eficiências operacionais, redução de custos estruturais e custos mais baixos das matérias-primas. O forte crescimento interno real (RIG) levou ainda a uma melhor utilização da capacidade instalada e a uma alavancagem operacional.

Veja aqui o Comunicado de Imprensa na íntegra (versão em inglês).

 

*Excluindo as perdas de valor sobre imobilizações, litígios e contratos onerosos.