A Nestlé certifica três quartos da sua cadeia de fornecimento como livre de desflorestação

Voltar30 Abr, 2019

A Nestlé anunciou hoje que 77% das suas matérias-primas agrícolas estão certificadas como livres de desflorestação. Este é um marco importante nos esforços da Companhia para alcançar o seu compromisso de desflorestação zero.

Em 2010, a Nestlé assumiu um compromisso de não desflorestação para garantir que, a nível global e até 2020, nenhum dos seus produtos estaria associado à desflorestação. Ao longo dos anos, a empresa trabalhou com parceiros como a Airbus and Earthworm Foundation e os seus fornecedores para identificar áreas de risco de desflorestação. Para atingir esse objetivo, a empresa está a utilizar uma combinação de ferramentas, incluindo a certificação, o mapeamento da cadeia de fornecimento, a verificação no terreno e por meio de imagens de satélite do sistema Starling.

Starling é o resultado de uma colaboração frutífera entre a Airbus, a Earthworm Foundation e a Nestlé. A Nestlé está agora a utilizar o sistema para monitorizar toda a sua cadeia de fornecimento de óleo de palma. Estão também em andamento testes piloto em celulose e papel e a empresa planeia estender esses pilotos à soja até final de 2019. A tecnologia de ponta da Starling ajuda a Nestlé a entender melhor onde ocorre a desflorestação, o que a impulsiona e quem está envolvido. A Companhia utiliza essas informações para verificar a conformidade, desafiar os seus fornecedores e priorizar ações transformadoras.

Magdi Batato, Vice-Presidente Executivo, Chefe de Operações da Nestlé SA, afirmou: “A Inovação e a tecnologia como as do sistema Starling estão a acelerar o nosso caminho rumo à desflorestação zero. Isso está a transformar a forma como gerimos os riscos de desflorestação na nossa cadeia de fornecimento de óleo de palma - estamos a utilizar essa ferramenta para responsabilizar os nossos fornecedores e a nós mesmos. Estamos satisfeitos com o nosso progresso, mas há muito mais a fazer. Os últimos quilómetros a percorrer são sempre os mais difíceis.”

"Ao transformar terabytes de imagens de satélite em informações acionáveis, a Starling permite entender onde e porquê a desflorestação acontece e ajuda a orientar a tomada eficiente de decisões", disse Grazia Vittadini, diretora de tecnologia da Airbus.

A transparência é essencial para garantir cadeias de fornecimento sustentáveis. Hoje, a Nestlé publicou também um Painel de Transparência que usa dados do sistema Starling para fornecer informações sobre as tendências de desflorestação observadas perto de fábricas de onde provêm algumas das suas matérias-primas.

“A Nestlé é a primeira empresa a usar a monitorização por satélite em toda a sua cadeia de fornecimento de óleo de palma, acelerando assim o seu compromisso de não desflorestação e fornecendo um nível de transparência ao público. A informação recolhida através destes satélites assinala a existência de desafios e que nenhuma companhia consegue obter resultados por si só. Todos os negócios que têm compromissos semelhantes devem iniciar sistemas de monitorização, verificando e, mais importante, atuando na base daquilo que estas ferramentas nos revelam. Eventualmente, a informação disponível tornada pública sobre a desflorestação e a cadeia de fornecimento permitirá que consumidores e investidores vejam realmente que companhias estão realmente a cumprir o que dizem”, disse Bastien Sachet, CEO da Earthworm Foundation.

A Nestlé continuará a envolver-se com todos os seus fornecedores para cumprir rapidamente o seu compromisso de não desflorestação. Em particular, a empresa reconhece também a necessidade de uma abordagem colaborativa para melhorar a capacidade dos pequenos produtores na eliminação da desflorestação. A Nestlé está a trabalhar para encontrar soluções que garantam uma cadeia de fornecimento sustentável, respeitando o direito das pessoas em melhorar os seus meios de subsistência.

O combate à desflorestação requer uma verdadeira transformação de todas as cadeias de fornecimento globais baseadas em matérias-primas e isso é uma responsabilidade partilhada.

A Nestlé convida assim outras empresas de bens de consumo a adotarem serviços inovadores de monitorização por satélite a fim de acelerarem os esforços para obter cadeias de fornecimento livres de desflorestação e relatar de forma transparente os seus progressos. Esta é uma colaboração que se quer urgente para fazer face aos imensos desafios que estão pela frente. Ao convidar outras pessoas a embarcar nesta jornada, a Nestlé espera inspirar mais ações coletivas em prol de cadeias de fornecimento sustentáveis, ajudando a transformar toda a indústria.